FANDOM


Nuvola apps bookcase
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.

A Vida Pós-Morte Editar

Como diz o título, todos nós vivemos eternamente, mesmo se nós morrermos vamos continuar vivendo. Então, nós vamos para outra dimensão, separada da Terra pela Camada de Ozônio, composta por cinco esferas, conforme demonstrado no esquema abaixo:


QUINTA ESFERA


QUARTA ESFERA


TERCEIRA ESFERA


SEGUNDA ESFERA


PRIMEIRA ESFERA


CAMADA DE OZÔNIO


TERRA


Primeira Esfera Editar

Na primeira esfera estão os mortos que já morreram, mas estão vivos. Eles ficam lá, vivendo-morrendo, com seus sistemas de governo utópicos fantasmas, sua economia estável fantasma e sem nenhum engarrafamento, já que os carros flutuam e atravessam uns ao outros. Lá, tudo é perfeito, e não existe Presidente Lula, nem José Dirceu, nem outro ditador maléfico, já que eles são expulsos da Vida Pós-Morte, por causa que cometeram mais que 8.000 pecados durante a vida. Muitos desses mortos que já morreram, mas estão vivos invadem a Terra para se vingar das pessoas, por vários motivos, na maioria das vezes porque o seu cãozinho foi abandonado e maltratado. Quando elas urinam, ocorre o que chamamos de chuva nesta dimensão.

Segunda Esfera Editar

Na segunda esfera estão os anjinhos e vozes do além que sussurram nos ouvidos das pessoas coisas como "Não se drogue!", "Não ouça rock" e "Não faça sexo com estranhos!", com o objetivo de destruir toda a graça da sua vida. São também eles que cochicham números para crianças, onde estão codificadas catástrofes e o apocalipse. São eles que possuem a mão de escritores médiuns. Esses seres esquisitos podem prever o futuro pois viajam através do tempo. Os demoniozinhos do Inferno freqüentemente também invadem as mentes dos mortais, e ficam brigando com os anjinhos, deixando a pessoa ainda mais confusa.

Terceira Esfera Editar

Na terceira esfera estão os santos católicos e também outros mortos que também têm poderes mágicos, como por exemplo, o Negrinho do Pastoreio, Samara Morgan, Jason Voorhees, Toshio e Kaiako, e outros monstros imortais que buscam vingança. É nessa esfera que seres que ressuscitam passam suas férias, aguardando que uma vítima mortal ouse invadir a casa onde foi morto para que possa torturá-la. Outros esperam ser evocados por algum mortal idiota, para poder matar alguém ou para ajudá-lo a achar algo que perdeu. Lá, eles ficam deprimidos pelo resto da vida, tentando se suicidar, sem sucesso, já que eles já estão mortos. Então ficam tentando se matar, se machucando e sofrendo mais ainda.

Quarta Esfera Editar

Na quarta esfera estão Jesus Negão, Zeus, Odin, Alá, Sidarta Gautama, Vishnu, os deuses egípcios do Yu-Gi-Oh!, a Mãe-Natureza, e os deuses primitivos da pré-história Pim, Pam e Pum. Nessa esfera também se encontra uma energia-que-está-nos-corações-de-cada-um-de-nós e todos os quinhentos e poucos deuses do hinduísmo. Lá, todos os deuses se acham, e ajudam seus seguidores da Terra a realizar milagres estúpidos e a criar listas de mandamentos que devem seguir e dos pecados que devem evitar. Todos tem poder quase infinito sobre nós, meros mortais, e tentam derrubar o poder supremo que realmente criou o Universo e ocupar o trono celestial.

Quinta Esfera Editar

Na nona esfera está o poder supremo que realmente criou o Universo e o ser humano, governa o mundo até hoje e fica só nos observando, uma raça em decadência, que provavelmente vai acabar se autodestruindo. Como se nós fôssemos formigas de estimação que ficam correndo de um lado e para o outro em um formigueiro de vidro, sem fazer porcaria nenhuma de útil. Ele não nos criou por um motivo em especial, mas só porque estava realmente entediado e sem nada melhor para fazer. Quando ele se cansa de uma civilização, a destrói, como aconteceu no Dilúvio e ainda pode acontecer de novo. Por enquanto, ele não destruirá o mundo, pois está se entretendo com a confusão causada pelo capitalismo.

A Camada De Ozônio Editar

Como já foi dito, a vida pós-morte é composta de nove esferas que ficam em outra dimensão acima do céu. O céu é feito de nada mais nada menos do que uma grossa camada de uma substância sem cor, sólida e mais leve que o ar, e que fica flutuando em cima da Terra. Ele só parece ser azul por que reflete a cor do oceano. Entre o céu e as esferas da vida pós-morte, fica uma área vazia que é habitada por alguns humanos, chamada de Camada de Ozônio, em homenagem ao seu fundador, José da Silva Ozônio, nascido no Tibete há quase dois mil anos. O céu, bem consistente, impede outras substâncias que ficam em cima e que compõem o solo da Camada de Ozônio de caírem. Os seus primeiros colonizadores foram os tibetanos, que escalaram as montanhas do Himalaia, já que os últimos quilômetros do Monte Everest ficam acima da Camada de Ozônio. Portanto, embora pareça ser uma montanha muito alta daqui da Terra, para quem olha de cima da Camada de Ozônio ele parece ser só um pequeno morro. Mas no início do século XIX, Os irmãos Wright, utilizando sua catapulta, foram os primeiros ocidentais a chegar à Camada, conquistando parte dela em nomes dos Estados Unidos da América. Depois da Primeira Guerra Mundial, os Estados Unidos se tornaram uma superpotência e construíram grandes cidades na Camada. Durante a Segunda Guerra os alemães nazistas invadiram a Camada e conquistaram aquela parte do Tibete. Felizmente, a Rússia invadiu a Alemanha e ela foi forçada a devolver a região no meio do século XX. Contudo, a República Popular da China invadiu o Tibete no fim do século XX, e hoje ele é uma província chinesa, incluindo seu território na Camada. Atualmente a maior parte da Camada pertence à China, onde são fabricados 75% dos brinquedos do mundo, sendo 24% produzidos na Fábrica do Papai Noel, no pólo norte, e os 1% restantes produzidos em outros países. A parte da Camada que é chinesa compete continuamente com a que é dos Estados Unidos, internacionalmente conhecida pelos seus produtos industrializados e pela sua participação na mídia. Boa parte da Camada pertence à União Européia e ao Japão, e a Rússia também ficou com um pedaço que conquistou durante a Guerra Fria. Uma fração pequena da Camada também pertence ao Brasil e outra a Índia.

Problemas Ambientais Editar

O grande problema, muito debatido, é que os foguetes soviéticos e aviões a base de catapultas acabaram abrindo pequenos buracos no céu. As grandes rochas do solo da Camada que ficam em cima vão caindo por esses buracos, criando imensos vales da superfície da Camada. Essas rochas caem na Terra, em forma de meteoritos. Quando elas se espremem para passar pelos buracos, causam erosão e eles são alargados ainda mais, e quanto maiores eles ficam mais pedras caem. É um ciclo vicioso, e enquanto os buracos se alargam vão se juntando uns aos outros em buracos ainda maiores. Desde a queda do muro de Berlim, tornaram-se raros lançamentos de foguetes e pararam de crescer novos buracos. Mesmo assim os antigos buracos continuaram aumentando, e formaram dois enormes buracos. Além de algumas cidades da Camada poderem cair dentro desses buracos, o maior perigo são os raios solares que entram na Terra. Os raios solares são como os raios tradicionais, mas ao invés de saírem das nuvens, saem do Sol, e são feitos de radiação e não eletricidade. São invisíveis e muito mais perigosos, pois podem cair mais de uma vez no mesmo lugar. Eles foram descobertos pelo astro-físico Esparadrapo Clemente de Sá, que afirmou que eles podem causar sérios danos à saúde. Algumas das doenças mais conhecidas causadas pelos buracos na Camada de Ozônio são o câncer de pele, a Doença da Fuga de Órgãos, a Doença do Terceiro Braço e a Doença da Segunda Cabeça. Como o nome sugere, essas duas últimas são anormalidades que resultam no crescimento de partes do corpo a mais do que o normal. Já a Fuga de Órgãos consiste em uma doença na qual os órgãos saem do corpo da pessoa por algum orifício e fogem. Um exemplo é a Fuga de Cérebros. Não adianta tentar se esconder em esconderijos bobos como caixas de papelão, pois a radiação pode penetrá-los. Uma opção é entrar em geladeiras. Certifique-se de que a sua está desligada antes de entrar! Elas podem ser inclusive eficientes para se proteger de bombas atômicas.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.