FANDOM


Nuvola apps bookcase
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.
Ficheiro:Lulapobrerico.jpg
)

Olá odiado querido leitor. Hoje a Desciclopédia vai lhe ensinar algo que provavelmente faz parte da sua vida, querer fingir-se de rico ao ir em uma festa de alta-sociedade. Nós sabemos que você é pobre, escuta funk, mistura feijão com macarrão e toma sopa de miojo no gole.

Mas ai surge uma oportunidade única, você precisa ir em uma festa de alta-sociedade, e como se comportar? Já que você é pobre, feio e não tem etiqueta!

Vamos aprender coisas que se pode fazer e coisas que não podem fazer. Contente-se leitor, por que agora você vai ter que aprender a ser chique na marra!

Ficheiro:Maquiagem3.jpg

Como se arrumar?Editar

Pobre não sabe se maquiar, às vezes, ao tentar fazer isso, acaba parecendo um palhaço de circo. Então, não se maquie, esqueça dos seus pós de arroz que você guarda pra ir na igreja. Jamais use seus vestidos de botequim, ou aquelas porcarias compradas na liquidação. Principalmente aqueles vestidos brilhantes cheias de coisinhas coloridas que doe os olhos quando vemos. Alugue um vestido chique. Não tem problema se ficar um pouco caro, mas é melhor do que não ser zuado pelas costas, e parecer um completo babaca no meio da festa. Se você é homem, alugue um 'smoking' (esmoquem, na linguagem pobre), e para ficar mais chiquééééérrimo ainda, (ui), use um chapéu preto, como aquele do Michael Jackson. Caso for comprar, cuidado pra não sair com o vestido com a etiqueta de preço nas costas. Sabe como é, pobre é tão tonto, as vezes saí na rua com uma etiqueta nas costas com o preço de 1,99.

Ficheiro:Carropobrerico.jpg

Ao chegar na festa Editar

Pelo amor de Odim, se tem uma coisa que revela que você é pobre, é se você ir de busão pra festa ou com um Gol mil. Não vá com carro popular, que qualquer pano de meia tem, e nem se você tiver um fusca o mais bem cuidado possível, não vá. Mesmo que você não tenha outra opção, vá a pé, e qualquer coisa, diga que você resolveu caminhar para admirar a cidade, e está colaborando com o planeta para não poluir. É uma boa desculpa para você não chegar com seu gol bolinha na porta da festa e ser alvo de piadinhas à noite toda.

Taxi? Nem pensar, que coisa pobre, só de você ir de taxi, o povo vai saber que você é pobre e quer se passar por rico, pior ainda é se você ir de táxi e o taxista enrolar com você dentro do carro, você terá que pagar uma grana que você demora 1 mês pra ganhar.

Se infiltrando na festa Editar

Pobre adora soltar a franga em qualquer lugar que vai. Por favor, não faça isso, seja o mais discreto possível, sorria elegantemente, não seja também aquela pessoa totalmente efusiva, que chega rindo que nem uma hiena, e dizendo bem alto "Maaaaaaaaaaaaarillllllllllda, você por aquiii, queridaaaaaaa!".

Seja discreto, se alguém lhe cumprimentar de longe, não saia correndo até a pessoa pra dar um abraço, isso é coisa de pobre, apenas de um tchauzinho de longe. (Se você for homem, não de um tchauzinho, que vão achar que você é gay. Simplesmente acene com a mão). Se encontrar aquele seu amigo que pode te revelar, e dizer "E aaaaaaai caraaaa, você por aqui nessa festa tão chique". Bem, se você achar um cara que lhe diga isso em voz alta, saia da festa meu amigo, porque seu filme queimou e esse artigo termina por aqui caso isso aconteça.

Hora dos quitutes Editar

Pobre adora comer, pobre parece que nunca viu empadinha em cima de uma bandeja de prata. Talvez, a bandeja ele nunca tenha visto, mas empadinha está em qualquer esquina. Só que em festa de rico, qualquer coisinha tosca vira comida boa.

Não queira sair pegando as empadinhas, coxinhas, e já sair comendo, se você tem filhos, segura a pirralhada pelo pescoço e diga, "não coma enquanto eu avisar!"

Primeiro peça uma taça de vinho ou champanhe, e beba devagar. Depois de beber um copo, você pode pegar UMA empadinha, e ficar com ela por uns 10 minutos, só pra fazer charme, até comer tudo de uma vez. Nunca enfia uma empadinha direto na boca, isso é coisa de pobre morto de fome, e os outros vão achar que você só veio a festa pra comer.

Lembre-se que a cada gole de vinho, você tem que limpar a sua boca com um discreto e bem dobrado guardanapo. Se não, sua taça vai ficar com vestígio de baba, ou pedaço do bife que você comeu no almoço, e isso é constrangedor e nojento.

AO longo da festa, saboreie delicadamente os quitutes, nunca coma o doce e o salgado de uma vez, e nunca, mais nunca mesmo, deixe sua mão carregar mais que um quitute.

Celular Editar

Pobre adora celular com aqueles toques horripilentos. Se você tem ainda aquele tijolão dos anos 90 com aquelas músicas de video-game atari, desliga essa merda, finja-se que não tem celular, mas não deixa que algum parente ou amigo tonto ligue para você no meio da festa e derrepente .."Tum tum ti tininim", ou pior..."Tem pobre ligando pra mim, tem pobre ligando pra mim"., não passe por isso, desligue a porcaria do seu celular e esqueça que você é pobre por alguns minutos.

Filhos Editar

Se você tem um filho(a), ótimo, deixe o(a) menino(a) bonitinho(a), bem arrumado(a), cheiroso(a) e leve-o(a) a festa, só faça com que o(s)pirralho(a) não faça escândalo na festa, porque tem que se comportar como rico.

Agora, se você tem uma penca de filhos, porque pobre é assim, tem um monte de filhos pra criar, evite de levá-los, deixe com os avôs, tios, vizinhos, mas não entre em uma festa cheio de neguinhos atrás de você gritando "olha maããããe, comida".

Se ainda assim, não tiver com quem deixar a criança, ameaça a pirralhada dizendo que se não se comportar, vai por todos pra dormir mais cedo e vai ficar sem tv. Afinal, pobre odeia dormir cedo e ficar sem ver TV.

Se ainda assim, a molecada começar a soltar a cachorrada, invente algo do tipo "Ai Jesus, não devia ter trazido os filhos da minha amiga" E finja-se que você não é os país da molecada. Até alguém te chamar de pai ou mãe, ai você vai embora da festa, porque se ferrou, e ao chegar em casa, reflita-se, e pense que você foi um babaca idiota que fez um monte de filho, não tem dinheiro pra cuidar e ainda não consegue nem se infiltrar perante a sociedade.

Conversa Editar

É a parte mais delicada. Ou você aprende a conversar, ou você se mata, Pobre adora falar da novela das 8, isso é ridículo, e se for homem, não fica com papinho idiota sobre o jogo do coringão de domingo passado.

Rico fala de coisa chique, benhê! eu não sou gay. Procure antes de ir a festa, saber quanto está o dollar, se a bolsa caiu ou desceu, se o top 100 dos mais ricos do mundo mudou ou não.

Fale sobre seus planos, sei que você não tem, então invente, Fala que pretende abrir uma empresa, só não fala que será um bar ou um puteiro. Tenta ser o mais culto possível, e se possível, mente, mente bastante, afinal, você é pobre o dia todo, e não custa nada ser rico por alguns minutos.

As mulheres, papinho de bolsa, dollar etc, está furado. Então fale sobre o vestido que você viu naquela modelo, ou sobre a sua empregada (sei que você não tem) que não limpa direito, ou fala o quanto o seu marido é rico.

Dança Editar

Pobre não sabe dançar, pobre é um desastre na hora de dançar. Porque pobre só sabe rebolar ou fazer danças sem noção. Se você for convidado para uma dança, não invente, não vai sair dançando que nem o Michael Jackson no clipe Thriller que vão rir da sua cara à noite toda. Recuse convites de danças, mas ainda assim, se insistirem, de os mínimos passos possíveis, e não pise no pé do parceiro, caso contrário, de uma desculpa que vai ao banheiro e você vai embora da festa pulando pela janela.


Despedida Editar

Saia de nariz erguido, tente deixar o seu celular ou telefone com o maior números de ricos possíveis, assim você terá chances e oportunidades a mais de se sentir um rico

Reflita-se Editar

Você pobre, feio, não tem um carro com direção automática e ainda por cima, é tonto e burro. Então, quando surgir uma oportunidade não perca tempo, seu miserável. Ao voltar para casa e ligar o seu computador velho e fudido, acesse esse artigo e agradeça-nos por ter feito você parecer importante pela primeira vez na vida.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.