FANDOM


Nuvola apps bookcase
Este artigo é parte do Deslivros, a sua biblioteca livre de conteúdo.

O retorno de Jedi do terror (ui que meda!)

As terras de PikhandurasEditar

Após o fim dos Horadrims, uma nova sociedade surgiu no ocidente. As terras prosperaram, todo mundo tava feliz e bla-bla-bla. Nisso, surgiu uma nova religião, conhecida como Zarolhum. Ela começou a se espalhar, escravizando ensinado aos seu seguidores para se unir à Força da Salsicha e banir o Lado Negro da Força. Mas aí o bicho começou a pegar, quando eles começaram a escravizar pregar, mesmo sem ninguém pedir. Então, do nada, surgiu um cara conhecido como Leoric, que se declarou rei. Leoric era mais um dos Zarolhum, e trouxe consigo uma legião de escravos cavaleiros seu fiel puxa-saco, o Arcebispo Lazarentus, rumando para a cidade de Tristam. Adivinha aonde ele se instalou? Sim, naquele monastério, onde virou a sede de seu governo. Obviamente o povo estranhou isso, mas eles perceberam que Leoric era só um cara bonzinho. Então adivinha quem acordou? Sim, ele, Diablo! Diablo possuiu a mente do arcebispo, e fez ele encontrar a pedra que o aprisionava, libertando-o. Porém, ele precisava de um escravo hospedeiro, e quem melhor do que o rei Leoric? Leoric achou que podia expulsá-lo, mas acabou se fudendo: Daiblo escravizou corrompeu sua alma, e o arcebispo Lazarentus escondeu de todo mundo, mesmo dos Zarolhum. Obviamente, o povo percebeu a mudança no rei, que foi se tornando ditador e malvado, então passara a chamá-lo de Rei Negão. Totalmente louco, Leoric começou a tratar mal todo mundo. Laquê-danan, o mais fodão de seus cavaleiros, estranhou isso, mas o Lazarentus sempre despistava-o. Leoric estava cada vez mais demente. Lazarentus, para camuflar tudo, convenceu o rei a invadir o Iraque, dizendo que eles estavam produzindo armas de destruição em massa. O rei ficou puto, e começou uma nova guerra. Laquê-danan foi obrigado a liderar o exército, então todos os cavaleiros forar pra guerra pra se fuder.

A escuridão de TristamEditar

Sem os cavaleiros para atrapalhar, Diablo estava livre para escravizar assumir controle total sobre o rei. Mas o resto da alma do rei ainda lutava contra ele, então ele precisava de um novo hospedeiro. Diablo então saiu do rei, mas ele já estava completamente louco. Então, Lazarentus sequestrou Albert, filho único do rei, e o levou pro meio do labirinto. Lá, aplicou uma sessão de tortura inimaginável no pirralho, com sessões infindáveis de propaganda política, RBD e Zorra Total, então possuindo-o. Diablo fez então os maiores pesadelos do garoto se tornar realidade. Monstros horrendos se materializavam, fantasmas, esqueletos, duplas sertanejas, escritores de novela, as maiores abominações se apoderavam do labirinto. Então, o pivete começou a se transformar em um monstro horrendo com chifres e garras enormes, e uma cara de coisa ruim do capeta. Com a possessão completa, Diablo planejava libertar seus irmãos chefões fodões, para tomar de volta o inferno.

A queda do Rei NegãoEditar

A guerra no Iraque terminou com os cavaleiros tomando uma sova federal. Laquê-danan juntou o que sobrou do exército e fugiu com o rabo entre as pernas. Ao voltar, Tristam tava toda fudida. Leoric havia ficado P da vida com o sumiço de seu filho, e sem o Lazarentus por perto, começou uma decapitação geral na cidade. Quando Laquê-danan chegou, o rei mandou que eles fosse decapitados também, pois achava que eles eram traidores. Sem opção, Laquê-danan e o resto do exército foi pra cima, e assim matou de vez o rei, que pinchou uma praga pra cima deles, condenado-os à danação eterna.

O reinado de DiabloEditar

O rei morreu, o exército já era, o príncipe sumiu. O povo então pensou: "tamos fudidos". Mas o pior estava por vir: luzes começaram a surgir no monastério. Figuras abomináveis saíam de lá. Um pancadão de Funk saía das profundezas. O povo se borrou todo, e resolveu figir daquele lugar. Os que ficaram nem saíam de casa, muito menos se aproximavam do monastério. Nisso, Lazarentus reapareceu todo fudido, dizendo que o capeta havia se apoderado do monastério. Lazarentus convenceu o povo a se reunir para resgatar o príncipe. Então, com pás, picaretas e tochas, eles seguiram até o monastério, atrás do Lazarentus. A meia-dúzia que sobreviveu voltou toda fudida, relatando as coisas abomináveis que viram. Todo mundo se cagou todo, percebendo que a hora deles estava chegando. Diablo se divertia com o medo das pessoas, soltando uma alta e sonora Risada Diabólica, pois sabia que a vitória estava próxima.


Ficheiro:208538-diablo logo large.jpg Ficheiro:Undergroundfire.gif
v  d  e h




O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.