FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Kansas, USA -

Diversos estados americanos estão tentando ditar a moda popular e entrar de vez no mundo fashion. Sua primeira medida foi proibir o uso de cuecas xadrez, pois de acordo com o estilista FroFro de Le Rose está fora de moda.


Começando na Louisiana, um esforço cada vez mais intenso das autoridades legislativas vêm impondo a norma de que cuecas xadrez representam uma ameaça à moda do país, e leis locais estão sendo impostas para reprimir a prática. Desde 11 de junho, usar cuecas xadrez é contra a lei em diversos estados americanos.

O estilo acarreta multa de US$ 524 ou mais, ou sentença de prisão de até oito meses. "No passado os moradores locais usavam cabelo comprido, mas nunca houve uma tendência tão ruim quanto a das cuecas xadrez", disse a prefeita Marta Suplicy.

Ficheiro:Cuecaxadrez.jpg

Uma regra adotada pela cidade de Aral, de 5.496 habitantes, perto de Shreveport, sujeita os responsáveis pelo delito a uma multa (de até US$ 124 mais custas judiciais) ou a pena de prisão de até 15 dias. O chefe de polícia local, Seu Madruga, disse que a lei, que entrará em vigor em 15 de setembro, tem por objetivo estabelecer uma boa imagem perante o mundo fashion.



O uso de cuecas xadrez começou nas escolas, onde uniformes de tamanho grande demais eram fornecidos aos alunos. O estilo se difundiu entre os artistas de rap e em vídeos de música, chegando dos guetos aos subúrbios, e se espalhando pelo mundo.

Em 2004 dois estados, Virgínia e o Acre tentaram impor o uso de somente cuecas normais. Tal atitude apenas causou rebeldia na população jovem local e, mostrou um novo caminho para os traficantes locais, que passaram a vender cuecas xadrez ilegalmente.

No distrito leste da cidade de Trenton, Nova Jersey, a vereadora Erundina está redigindo uma lei municipal que imporia multa ou serviço comunitário obrigatório aos usuários de cuecas xadrez, para responder ao que vê como um problema de falta de senso de moda das partes privadas.



A Associação Cristã de Moças vem se opondo firmemente às leis de restrição a vestuário. Ivete Sangalo, diretora executiva da ACM na Bahia, disse que "é solidária com o uso de cueca xadrez e pretende vestir uma em seu próximo show nos EUA".



Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.