FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

RIO DE JANEIRO, Brasil - Há cerca de um mês uma milícia carioca instalou portões e grades nas principais vielas que dão acesso às principais favelas da periferia ao redor do Cristo Redentor. O mesmo foi imitado por outros milícias ao longo de janeiro, e parece que a segurança dentro dos condomínios favelísticos vêm aumentando. Os portões são grandes, feitos de Latão, Adamantium e Mithril. Carros não passam, mas como ninguém na favela tem carro, a não ser os marginais, a população não reclamou. Foi pago por cada morador um preco mínimo de R$ 30,00 pela chave do portão. A polícia é barrada na entrada dos portões assim como os comandos da capital. O Instituto de Criminalística de São Paulo discute se essas milícias são Exércitos Para-Militares, facções criminosas, Skinheads ou grupos de Playboys que querem mais segurança pra curtir um Baile Funk em paz no morro.

O governador do Rio, enquando andava de ônibus até sua residência para provar que os ônibus não pegam fogo por combustão espontânea, afirmou que vai combater as milícias como se fossem criminosos e fazer a Brigada Militar e a Polícia Civil invadir essas favelas. O problema vai ser passar pelos portões...

Fontes Editar

  • [www.globo.com Condomínio Favelístico] - 7 de Fevereiro
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.