FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

BRASILIA, Ilha Jurídica da Fantasia -

Ficheiro:Uísque.jpg
Ficheiro:STF.jpg
O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Levando-Uísque passou por uma saia justa no julgamento do ex-ministro José Dirceu.

O juiz foi pego falando no celular que estava julgando com uma faca na bunda, dado as pressões para inocentar o ex-ministro. Se não fosse isso iria amaciar

Imediatamente as reações foram diversas. A Presidente do Supremo negou que uma faca, muito menos em tal região, pudesse demover os juízes de suas tarefas.

O ministro, escolhido por Lula por ter o melhor nome de todos os magistrados do Brasil, correu para pedir desculpas:

- Habeas Corpus! A faca na bunda tratava-se apenas de uma peça jurídica metafórica, ipso facto data vênia, sem valor legal. - Disse Levando-Uísque na TV Justica. - Cujus delitus, nunca amaciaremos para ninguém, mormente envolvido qualquer peça de caráter cortante ou contundente em glúteo de magistratado. - (ou seja, em linguagem jurídica, ele quis apenas dizer que foi uma imagem, não um desejo secreto froidianamente dito num ato falho, e que enfiar objetos no ânus dos juízes não os demovem dos vereditos.)

As reações foram diversas. A Associação Brasileira dos Amigos do Fist Fucking e a Associação Comercial Panamericana dos Fabricantes de Facas e Cutelos já ameaçaram entrar no próprio Supremo com um processo por danos morais contra ministro.

- É um absurdo! Exigimos respeito do magistrado pelas práticas milenares do Fist Fucking!!! - disse Luis Inácio Furtado Rego, presidente da Associação.

Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.