FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

SÃO PAULO, Brasil - Morreu hoje, finalmente, aos 1539 anos, o jagunço coronel e manda-chuva mor da Bahia, Antônio Carlos Fraudalhães. Após passar por todos os cargos possíveis e imagináveis da Bahia, ACM morreu afogado em sua piscina de dólares particular, localizada em uma de suas inúmeras mansões localizada em um de seus inúmeros pedaços de terra baiano. A alta cúpula baiana já anunciou que o luto se estenderá até o final do ano, sendo todas as atividades interrompidas e instaurando-se o maior carnaval fora de época em sua homenagem.

Ao ouvir a notícia o Diabo imediatamente preparou o comitê de boas-vindas ao novo ilustre hóspede. "É uma honra ter essa pessoa que tanto fez em vida, e só posso dizer que estou muito emocionado de tê-lo aqui. Demorou bastante, mas ele finalmente veio", disse o capeta rindo.

ACM deixa a seus herdeiros uma fortuna pessoal de 20 bilhões de reais, ou seja, o PIB da Bahia; em terras, ACM deixa a seus netinhos e filhos 564.273 quilômetros quadrados, ou seja, toda a extensão territorial da Bahia, além de 13 milhões de funcionários, entre os quais capangas, puxa-sacos, correligionários, grupos de Axé, dançarinas popozudas e enfim, todo a fauna de humanos que habitam a Bahia.

Em Bangu, milhares de pessoas choram a morte do contraventor. Na Bahia curral reduto eleitoral do Senador, foi decretado Carnaval oficial por 3 meses. Dercy Gonçalves já enviou condolências à família:



Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.