FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

BUENOS AIRES, Ar´rentina -

Ficheiro:Obelisco.jpg
Depois de 90 anos neva na capital do Brasil Argentina, Buenos Aires.

Uma gigantesca massa de ar polar tomou completamente o país e derruou as temperaturas mais que a economia portenha. Buenos Aires teve a madrugada mais fria do ano nesta segunda-feira, 30. Em alguns pontos da capital portenha, a sensação térmica ficou perto de -24 graus por conta do vento, de acordo com o meteorologista Perón Chiuaua, da Buenos Wheather. Termômetros espalhados na cidade registraram temperaturas entre -30 e -60 graus; a máxima não deve passar dos 0 graus en la capital federale.

Perón explica que o frio foi provocado por uma forte massa de ar de polar, vinda da Bolívia, que chegou à cidade no sábado. Segundo o Centro Antártico de Revisão de Avanço de Coisas Obscenamente Polares (CARACOP), às 5 horas eram registrados -6 graus na no cemitério da Recoleta, na zona sul da capital portenha.

Ficheiro:Argentina.jpg
O presidente da Argentina, Nestor Kirchner seguindo o cerimonial mais uma vez culpou o Brasil e o Mercosul, dessa vez pelas baixas temperaturas:

- Hay que ser culpa de el Brasil que nón piermite un bón comiércio de carror en el Mercosul. Non congeles por mi Arrrenrrina!!!!.

A neve em Buenos Aires fez a festa da população portenha, composta essencialmente de taxistas mal humorados e turistas brasileiros.

- Que hermoso! Quanta frescura!!! - disse o senõr Rosé Pinto Aquyno Riego, um dançador de tango de 124 anos do Caminito.

Notícias dos mercados parecem que esfriam mais e mais a Argentina. Na visão dos economistas, a crise econômica só se resolveria com um congelamento de proporções glaciais.

Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.