FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Ficheiro:HenrySoube.jpg

LILIPUTI, País do Maluf - O rabino enrabado Henry Soube, 63, pego com a mão na massa continua internado depois que a casa caiu para o lado dele. Ele foi internado logo após descobrir que, além do processo por mão boba nos EUA, ele também será processado pela Academia Brasileira de Letras (ABL) por crimes contra a língua portuguesa. O delegado encarregado do caso, professor Pasquale Cipro Neto, afirma que ele vinha sendo investigado há tempos, porém só agora eles alcançaram provas suficientes para mandar o rabino para o jardim da infância. O prof. Pasquale cita como exemplo a seguinte frase profanada pelo supra citado elemento:


Prof. Pasquale aponta o crime - "mim" não conjuga verbo e o autor do delito está sujeito a 7 anos de reclusão de colégio só por esse crime. Henry Soube rebate dizendo que podem incriminá-lo de assassino da língua portuguesa, ladrão, mas não de comunista. Em suas próprias palavras:


A ABL também investiga se o tempo correto dessa frase seria o futuro do pretérito - "Eu nunca comeria criancinhas", o que implicaria em uma violação do tempo verbal. A pena para esse tipo de crime pode chegar a 10 anos em regime de maternal fechado. Os médicos afirmam que o rabino anda delirando, ora diz que a alface é rosa e que focinho de porco é tomada, ora afirma que Sílvio Santos vem aí, olê, olê, olá! Políticos, ao saberem do caso, prestaram solidariedade ao rabino. Maluf disse que o rabino sempre foi e continua sendo um exemplo a ser seguido, Zé Genoíno comentou que, a exemplo dele próprio, um tempo fora da mídia seria suficiente para ele se recuperar.

Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.