FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

BRASÍLIA, Brasil - O Supremo Tribunal Federal negou hoje, por 4 votos a 1, o pedido de Nicolau Christmas, o popular "Papai Noel", para ter a equiparação salarial ao teto do salário dos parlamentares brasileiros.

Nicolau entrou com o pedido no último dia 12, alegando "ser funcionário público e não receber aumento desde que o Brasil é república". Argumentou, ainda, "que trabalha praticamente o ano inteiro na fabricação de brinquedos e que seus esforços não são reconhecidos".

O juiz Maurício Smithsjiski indeferiu o pedido e citou, em seu despacho, que "não é razoável equiparar salários com base no salário ganho por parlamentares, já que estes, por natureza, trabalham 24 horas por dia pelo bem do povo brasileiro, e não apenas em dias ocasionais da semana, como o Papai Noel". Aldo Rebelo comemorou a decisão do Juiz: "Foi uma decisão inteligente. Aumentar salário mais do que R$25,00 em um ano é um absurdo".

Papai Noel não quis comentar a decisão.

Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.