FANDOM


Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Ficheiro:Suzane.jpg

SÃO PAULO, Brazilifis - A ex-estudante de assassinato em série a base de porrada, Suzane Loló von Richthofen, condenada a 66 anos e 6 meses, processa o Estado por danos morais e anais. Em duas ações judiciais, ela pede indenizações de R$ 9 milhões. Na primeira, ela alega ter sofrido com a falta de Internet para acessar a Wikipédia, seu site favorito depois do Microsoft Orkut. Na segunda, argumenta ter sido obrigada a dar entrevista, para a Desciclopédia.

O advogado e amante de Suzane, Shupapal Barney Júnior, sustenta em sua defesa que sua doce, querida, arrombada e santa cliente tornou-se alvo de repórteres. Barney, amigo de Fred Flintstone, alega ainda que Suzane teve de esconder uma garrafa de refrigerante, de 2 litros, inteira em lugar desconhecido e incerto, para não dividir com suas novas amantes amigas de cela, ainda assim, ouviu ameaças de morte. Um trecho da petição diz: Cquote1 Mesmo escondendo a garrafa, não deu para disfarçar o sorrisinho besta na cara, o que acabou delatando-a. Ficou 22 horas sob intenso tesão, agachada, de cócoras, até as demais dormirem, às 10h30 do dia seguinte. Cquote2

O advogado alega ainda que Suzane, além de esconder a garrafa PET, ficou 22 horas sem Sexo Anal: Cquote1 Escondeu em lugar inadequado, não podia defecar nem fazer Sexo Anal - sua posição favorita, gerando danos irreparáveis ao seu intestino. Agora como vamos namorar? Ela ficou tão larga, tão arrombada qeu terei que enfiar o braço junto ? Cquote2

Já em outro processo, Suzane reivindica 200.000 salários mínimos de indenização. O mesmo advogado cara de pau, alega que sua cliente foi exposta à mídia, contra a própria vontade. Suzane estava de férias presa no "Centro de Ressocialização de Animais e Delinqüentes Juvenis Rafael Pilha" e ganhou o direito a passaportes e passagens aéreas para aguardar ao julgamento em liberdade. No mesmo dia, dezenas de jornalistas se posicionaram em frente ao complexo, mas somente um jornalista da Desciclopédia conseguiu se infiltrar.

De acordo com Barney, Suzane foi obrigada a devolver ao repórter seu microfone e parar de enfiar coisas estranhas no orifício anal. A petição diz ainda: Cquote1 Não bastasse o refrigerante e o microfone, o pessoal queria vê-la enfiando o porrete que matou os pais, bem delicadamente! Cquote2





Fontes Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.