FANDOM


Predefinição:Espanhol Predefinição:Desgalipedia

Manifestación pro 1 de outubro

O referendo sobre a independência da Catalunha é um referendo de natureza vinculativa sobre a independência e a criação de um Estado catalão. Está programado para 1 de outubro de 2017. É organizado pelo governo catalão, formado após as eleições em que os defensores do referendo têm maioria no Parlamento da Catalunha. No entanto, o desgoverno do Reino de Espanha é contrário à sua celebração.

Antecedentes Editar

Maioría parlamentaria o pro-referendo Editar

Don Mariano Rajoy quijote

Dos muitos problemas de Mariano Rajoy, a independência catalã é uma das menores queixas.

Em 27 de setembro de 2015, foram realizadas eleições para o Parlamento da Catalunha. Sem o rei da Espanha, Felipe VI dizer Por que non te callas? Essas eleições deram a maioria das forças políticas pro-referendo e possibilitou a criação de um governo pró-referendo.

Anuncio do referendo Editar

Rajoy Puigdemont

O anúncio do anúncio deste referendo foi feito pelo presidente Carles Puigdemont, do Parlamento da Catalunha, como resultado do bloqueio causado pelo bloqueio aos usuários catalães na Inciclopedia. Também foi anunciado que a arquitetura do referendo e sua organização seria da responsabilidade do vice-presidente e do Ministro das Relações Exteriores e Institucionais, dos Negócios Estrangeiros e da Transparência, para criar um referendo para trair o movimento punk.

Anuncio da data e pregunta do Referendo Editar

Bandeiras cataláns

Em 9 de junho de 2017, o Governo da Catalunha, juntamente com todos os membros independentes do Parlamento da Catalunha, anunciou a data e a pergunta para o referendo em uma cerimônia solene no Pati dels Tarongers do Palau de la Generalitat (algo como: Patio de los Naranjos do Palau de la Generalitat). A questão será:

13pxQuer que a Catalunha seja um estado independente sob a forma de uma república, sem os malditos tolos do desgoverno espanhol em nossas vidas?13px

O referendo será feito nas três línguas oficiais faladas na Catalunha (em catalão, espanhol, castrapo e occitano). A data fixada para o referendo foi 1 de outubro de 2017.

Referendo Editar

Señora cun garda civil

Uma pobre senhora catalã aguarda a repressão da Guarda Civil.

O desgoverno Central da Espanha não aceitou a realização do referendo nem fudendo, e tentou impedir pela força a sua plena implementação através de várias medidas: envio de contigentes da Polícia Nacional e da Guarda Civil para a Catalunha, encerramento de assembleias de voto, confisco de boletins e urnas de voto, ameaça de multar os funcionários do plebiscito, impedimento dos eleitores entrarem em locais de votação, bloqueio de páginas da internet de apoio a referendo (assim como a Desciclopédia), ocupação do centro de telecomunicações e tecnologia da informação do governo catalão, impedindo o sufrágio a distância e a contagem dos votos do plebiscito, e com cargas policiais e gases lacrimógenos causando mais de 8000 feridos.

Resultado Editar

Opção Votos %
Sim 2.020.144 90,09
Não 176.565 7,87
Votos em branco 45.586 2,03
Total 2.242.295 100
Votos válidos 2.196.709 97,10
Votos inválidos 65.715 2,9
Votos totais 2.262.424 108
Eleitores registrados 5.343.358 42,34
Fonte: Generalitat of Catalonia
90,09% 7,87% 2,03%
Sim Não Branco

Mimimi após o referendo Editar

Felipe VI mimimi

Felipe VI começando o mimimi após o 1 - 0 da Catalunha, gol de Messi.

gl:Referendo sobre a independencia de Cataluña de 2017
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.